fbpx
segunda-feira, julho 15, 2024
DestaqueEsterilização

Perguntas e respostas sobre a esterilização e a descontaminação por energia ionizante

A esterilização e a descontaminação por energia ionizante, usadas nos segmentos de alimentação, embalagens, fármacos, cosméticos e produtos veterinários, são métodos simples e eficazes. Os produtos são expostos a uma determinada quantidade de energia gerada pelo acelerador de elétrons (foto acima), ou por fontes de Cobalto 60 (a escolha do processo depende do produto a ser tratado). Ao encontrar os microorganismos, a energia rompe a cadeia de DNA desses seres, levando-os à morte ou à incapacidade de reprodução.

A escolha do método  é feita por uma equipe de especialistas, de acordo com a demanda de cada cliente e produto. Feita a avaliação, os produtos são tratados em ambientes especialmente preparados para o procedimento. Os processos são realizados com os produtos em suas embalagens finais, sem a necessidade de manipulação.

sliderGAMA1
Produto em processamento. Imagens: Divulgação CBE

Dentre os segmentos ligados às ciências da vida, os métodos podem ser utilizados em: materiais médico-hospitalares, produtos e acessórios para laboratórios, produtos farmacêuticos, produtos verterinários e cosméticos. O processo de esterilização de materiais na medicina tem várias utilidades, como por exemplo irradiação de produtos destinados a transplantes e implantes, esterilização de materiais descartáveis, como luvas, seringas, agulhas, gaze, máscaras cirúrgicas, entre outros.

Veja a seguir as principais dúvidas sobre o assunto.

O que é esterilização ionizante?
É o nome dado à energia capaz de provocar a ionização de átomos que constituem as moléculas dos materiais.

Como funciona o processo de esterilização e redução de carga microbiana utilizando energia ionizante?
A aplicação da radiação ionizante provoca a quebra da cadeia de DNA dos micro-organismos, eliminando-os ou tornando-os incapazes de se reproduzirem.

Os produtos tratados se tornam radioativos?
Não, a radiação ionizante gerada por raios gama, raios X e aceleradores de até 10 MeV não tornam os materiais radioativos.

Quando e em quais casos é indicada a tecnologia gama?
O processo pode ser utilizado para desinfestar, descontaminar ou esterilizar produtos de diferentes tipos, de maneira a melhorar a segurança do produto tratado. Também é útil para aprimorar características físico-químicas e mecânicas de determinados materiais.

Processo de esterilização por radiação gama
Processo de esterilização por radiação gama

Não há restrições para sua aplicação, mas devem ser conduzidos testes para melhor adequação da dose ao produto a ser processado. Por possuir alto poder de penetração, a tecnologia é indicada para produtos que possuam desde baixas até altas densidades, o que permite que os produtos sejam tratados em suas embalagens finais, podendo ser duplas, triplas e de diferentes tipos e geometrias.

Como funciona, quando e em quais casos é indicada a tecnologia e-beam?
O processo de radiação por E-BEAM expõe os produtos a feixes de elétrons acelerados com alta energia. Os elétrons depositam sua energia no produto, provocando a “ionização das moléculas”, essencial para promover o resultado esperado. O processo pode ser utilizado para desinfestar, descontaminar ou esterilizar produtos de diferentes tipos, de maneira a melhorar a segurança do produto tratado. Outra aplicação bastante importante do feixe de elétrons é a de modificação de materiais, como a reticulação de polímeros. A tecnologia é mais adequada pra processamento de produtos com baixas densidades, entretanto também demonstra adequação a produtos com outras características.

 As tecnologias são efetivas na eliminação de quais tipos de micro-organismos e em quais estágios de vida?
As tecnologias são efetivas para todos os tipos de micro-organismos e macro-organismos (insetos) em todos os estágios de vida. Alguns micro-organismos são mais sensíveis do que outros e, por essa razão, são recomendados testes para a definição correta das doses.

O que é dose de radiação ionizante?
É a quantidade de energia absorvida pelo produto em tratamento com radiação ionizante. A unidade de medida de dose é o KGy (kilogray), determinada pelo tempo de exposição do produto à radiação ionizante.

Em ambos os métodos, a definição da dose de esterilização é baseada em quais critérios?
A definição da dose de esterilização para ambas as tecnologias é baseada em dois critérios:

  1. na informação da carga microbiana inicial do produto, ou seja, sua contaminação inicial;
  2. no objetivo final em termos de redução de carga microbiana ou esterilidade.

Qual a temperatura ideal para a realização do processo? podem ser tratados produtos congelados, refrigerados ou termossensíveis?
Os processos ocorrem normalmente sem grandes alterações de temperatura. A variação de temperatura durante um processamento varia em torno de 3°C. Todos os produtos podem ser tratados normalmente. No caso do processo por raios gama, não há restrições.

imagens_slideshow_1
A CBE é a maior especialista em esterilização e redução de carga microbiana da América Latina.

Existe algum resíduo radioativo gerado durante o processo?
Não há nenhum resíduo radioativo gerado durante o processo.

Os processos impõem quarentena aos produtos tratados?
Não. Os produtos podem ser utilizados imediatamente após o processamento.

O produto pode ser tratado em embalagem final?
Sim. Não há restrição quanto à embalagem.

Os processos são validáveis?
Sim, recomenda-se o ISO 11137.

Quais são os órgãos que apoiam a utilização das tecnologias?
• International Atomic Energy Agency (IAEA).
• Organização para as Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).
• Organização Mundial da Saúde (OMS).
• Food and Drug Administration (FDA).
• U.S. Department of Agriculture (USDA).

Fonte: CBE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares
×