fbpx
terça-feira, abril 23, 2024
AVAC-RCadeia do Frio e LogísticaDestaqueIndústria 4.0Notícias

Como manter as baixas temperaturas das câmaras frias

Com as ondas intensas de calor da estação, câmaras frias precisam de cuidados especiais para manter a temperatura ideal e preservar produtos

O Brasil atingiu recordes de altas temperaturas durante cinco meses consecutivos no ano de 2023, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), e para 2024 o fenômeno El Niño deve agravar o calor no Norte e no Nordeste do país, com dias mais quentes e abafados neste ano, conforme previsão da Climatempo. Isso significa que o verão será ainda mais intenso, com temperaturas mais altas e períodos de calor mais prolongados e, nessas condições, a perda de ar frio em câmaras frias pode ser significativa, o que leva ao comprometimento dos insumos armazenados e, consequentemente, ao aumento dos custos de energia.

“As câmaras frias exigem equipamentos pensados para a necessidade do ambiente, já que precisa estar sempre resfriado para garantir a conservação adequada de alimentos, medicamentos e outros produtos armazenados em seu interior, mesmo em condições de calor extremo”, afirma Giordania R. Tavares, CEO da Rayflex, referência nacional na fabricação de portas rápidas no Brasil e América Latina para a indústria.

Alcance o Público certo, no memento certo.

A seguir, alguns pontos importantes que devem ser levados em consideração na hora de escolher uma contenção para câmaras frias:

  • Aplicação de isolantes térmicos 

Para preservar a temperatura nessas estruturas, os equipamentos instalados devem ser projetados com potencial térmico elevado. “Com tratamento apropriado, as paredes e as portas funcionam como isolantes térmicos das câmaras frias. Para garantir as temperaturas ideais, a Rayflex atua com os modelos Frigomax e Frigoiso, que apresentam resistência a até -30ºC, o que reduz também custos com manutenção e energia elétrica”, explica Giordania. 

  • Aberturas e fechamentos devem ser rápidos

“Com o fluxo contínuo de profissionais para manutenção do estoque, manipulação de produtos ou até a retirada de itens para realização de entregas, ao adotar modelos de portas tradicionais é comum que o colaborador esqueça de fechá-la assim que entra ou sai do espaço. Por esse motivo, é importante investir em portas automáticas, pois dependendo do grau de resfriamento da câmara fria, esse ato falho já se torna um fator de risco de contaminação dos insumos armazenados”, conta a CEO. 

  • Manutenções são necessárias e devem ser contínuas

“A manutenção periódica evita custos com possíveis problemas no futuro, a prevenção é uma maneira eficaz de seguir todas as normas de segurança patrimonial a partir do investimento em tecnologias de calibração, monitoramento e controle da troca de ar com ambientes externos. Isso garante que o sistema de refrigeração funcione perfeitamente, especialmente ao implementar um sistema de degelo, com painéis isotérmicos e equipamentos que promovam a vedação entre os espaços”, finaliza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares
×