fbpx
terça-feira, abril 23, 2024
AutomaçãoDestaqueIndústria 4.0Inovações tecnológicasLaboratóriosNotícias

O futuro dos laboratórios de controle de qualidade na era da indústria 4.0

Por Felippe Domingos, CTO da Actiz

A Quarta Revolução Industrial, também conhecida como Indústria 4.0, está transformando indústrias em todo o mundo com a integração de tecnologias digitais, análise de dados e automação. A Indústria 4.0 representa uma mudança em direção à produção inovadora e conectada, baseada em decisões orientadas por dados. Inclui tecnologias como a Internet das Coisas (IoT), inteligência artificial (IA), análise de big data e computação em nuvem para aprimorar a eficiência operacional e a produtividade.

À medida que a exigência pela qualidade em produtos cresce em escalas aceleradas e as iniciativas da indústria 4.0 estão em ascensão, os laboratórios de controle de qualidade têm, como responsabilidade, acompanhar o ritmo dessas demandas para permanecerem competitivos, visando principalmente o aumento da qualidade dos produtos e uma resposta mais rápido para a produção.

A maioria dos laboratórios de controle de qualidade de indústrias no Brasil ainda enfrentam o desafio de transformar sua operação analógica em digital.   Muitos ainda operam à base de papel e planilhas Excel, fazendo com que tenham dificuldade em manter a conformidade com órgãos regulamentadores, como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a Food and Drug Administration (FDA), além de estarem sujeitos à erros, comprometendo a qualidade e atrasos na liberação de produtos.

Os Sistemas de Gerenciamento de Informações Laboratoriais (LIMS) têm sido fundamentais para a transformação digital desses laboratórios. Eles não apenas otimizam a gestão de dados, mas também atuam como a ponte que conecta os laboratórios às tecnologias da Indústria 4.0.

Um dos pilares da Indústria 4.0 é a integração e conectividade perfeitas de dados. É aí que os LIMS entram em cena, oferecendo uma variedade de recursos avançados projetados para capacitar laboratórios nessa nova era.  Os softwares LIMS são capazes de gerenciar dados, rastrear amostras, realizar avaliações estatísticas, automatizar os fluxos de trabalho, além de serem facilmente integrados com sistemas ERPs e instrumentos.

Com todos esses recursos, os laboratórios têm a capacidade de se conectar e se comunicar com seus instrumentos analíticos, dispositivos e sensores. Acima de tudo, a captura automática dos dados é a essência da tão almejada conformidade com a integridade dos dados. A interconectividade permite aos gestores a transparência para coletar imensas quantidades de dados e informações de todos os pontos ao longo do ciclo de vida das amostras.

Durante muitos anos, poucas indústrias conseguiam adquirir um software LIMS, devido principalmente aos altos custos de implantação e manutenção desse sistema, era um cenário onde apenas empresas americanas forneciam esse tipo de tecnologia. Porém, hoje podemos encontrar no mercado opções brasileiras desse tipo de sistema, com preços mais acessíveis e, assim, proporcionar a diversas empresas a oportunidade de digitalizar suas operações laboratoriais.

À medida que a tecnologia avança, os sistemas LIMS seguem essa evolução. Hoje os LIMS mais modernos são no-code, ou seja, permitem criar e personalizar fluxos de análises sem a necessidade de programação. Isso significa que os próprios profissionais do laboratório podem adaptar a plataforma de acordo com as suas necessidades, sem precisar depender de desenvolvedores, profissionais de TI ou de longos meses de implantação do sistema.

Além disso, os sistemas LIMS atuais incorporam inteligência artificial, somada a recursos de big data, machine learning e IoT, garantindo não só a digitalização de informações, como também a automação e o processamento de grandes volumes de dados em tempo real, com insights sobre cada análise e a detecção de anomalias.

Os laboratórios de controle de qualidade no Brasil ainda caminham a passos tímidos se comparados ao ritmo de digitalização de outras áreas das indústrias. Porém, a adoção de LIMS pelas indústrias está pronta para um crescimento notável em um futuro próximo, à medida que os laboratórios reconhecem cada vez mais a necessidade da digitalização.

Conforme  relatório recente da empresa de consultoria Market and Markets™  (Laboratory Information Management System Market Size, Share, Trends and Revenue Forecast, 2028 | MarketsandMarkets), o mercado global de LIMS em termos de receita foi estimado em US $ 1,6 bilhão em 2023 e está pronto para atingir US $ 3,3 bilhões em 2028, crescendo a um CAGR de 14,6% de 2023 a 2028. O relatório aponta ainda que os países com as maiores chances de crescimento para a adoção dessa tecnologia são países da América Latina e Asia.

Em conclusão, o cenário dos laboratórios de controle de qualidade na era da Indústria 4.0 está passando por uma transformação significativa. À medida que a Indústria 4.0 redefine a produção e as operações, os laboratórios têm a responsabilidade de também se adaptarem rapidamente, sendo que a adoção dos Sistemas de Gerenciamento de Informações Laboratoriais (LIMS) emerge como uma peça fundamental nessa jornada de transformação digital.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares
×