fbpx
terça-feira, junho 18, 2024
Notícias

Setores industriais retomam contratações

A crise econômica segue intensa no Brasil. A última evidência desse quadro foi o IBC-Br, que decepcionou os analistas na última semana, ao recuar 0,78% no terceiro trimestre – esse indicador de atividade econômica, apurado pelo Banco Central, é considerado uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB). Mas alguns setores mostram alguns indícios de retomada, mesmo que os sinais ainda não permitam afirmar que “o pior já passou”. As indústrias de calçados, têxteis, químicos e alimentos e bebidas estão entre eles.

Esses quatro segmentos industriais saíram-se bem no levantamento mais recente do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho. Cada um à sua maneira, eles mostraram, em setembro, uma situação melhor não apenas que a do mês anterior, mas também que a do mesmo período do ano passado – e isso diante de um quadro geral que mostra que o desemprego assola 11,8% dos trabalhadores brasileiros, de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE); são 12 milhões de pessoas sem trabalho.

Em setembro, dado mais recente do Caged, os quatro setores contrataram mais gente do que demitiram. O saldo foi positivo em 1.849 vagas na indústria química e de produtos farmacêuticos, 1.304 na indústria têxtil, 1.354 na calçadista e de nada menos que 15.231 em alimentos e bebidas). No geral, as indústrias fecharam 39.282 postos no mês.

Para o professor do MBA da Insper, Alexandre Chaia, o movimento desses segmentos, que está na contramão do que se vê no todo da indústria, acontece porque a característica dessa recuperação é diferente da dos demais. “São setores mais ligados ao consumo direto, das pessoas, e por isso têm como se recuperar da crise mais rapidamente”, diz.

Fonte: Veja

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares
×