fbpx
terça-feira, junho 18, 2024
DestaqueHVAC

A importância da análise de ar interior para a saúde e o conforto humano

Quem não gosta de um ambiente agradavelmente condicionado, principalmente em um daqueles dias quentes de nosso país? Realmente, nada melhor do que trabalhar ou frequentar um ambiente fresquinho e agradável. Mas são justamente os ambientes condicionados, onde muitas vezes a renovação do ar é limitada, que podem gerar uma série de doenças e malefícios a saúde de seus ocupantes. Sintomas de alergias, rinites, gripes, asma, bronquite e até mesmo de doenças muito mais graves são atribuídos ambientes condicionados.

As causas muitas vezes podem estar no equipamento de ar condicionado e suas tubulações, mas também pode advir de outras fontes internas, como móveis, equipamentos, tapetes, cortinas etc.. Mesmo equipamentos simples, como os de parede ou splits, podem criar uma condição interna inadequada à boa saúde humana. Daí a necessidade de se realizar avaliações contínuas da qualidade do ar em ambientes climatizados. A Resolução No.9 da ANVISA de 2003 estabelece que toda empresa que possua aparelhos de ar condicionado cujas potências somem mais de 60.000Btus, ou 1TR (tonelada de refrigeração) deve fazer análises semestrais da qualidade do ar interior. Esta análise é relativamente simples e barata e irá permitir verificar se as condições ambientais estão adequadas à saúde e ao conforto dos que frequentam o ambiente.

Uma forma também eficaz de reduzir reclamações com relação ao sistema de ar condicionado, tão comum em ambientes empresariais. “Está frio”, “está quente”, “minha garganta tá secando por causa deste ar condicionado”, “meu nariz vive escorrendo, acho que é este ar condicionado da empresa”, “acho que este ar condicionado está me dando dor de cabeça”……quem já não ouviu estas reclamações?

Na análise de ar segundo a Resolução No.9 da ANVISA são avaliados parâmetros de conforto assim como parâmetros relacionados à saúde. A seguir descrevemos brevemente cada um deles:

  1. Temperatura: Verifica se a temperatura de saída está dentro da faixa de conforto.
  2. Umidade: Verifica se a umidade está dentro da faixa de conforto.
  3. Velocidade do ar: Verifica a velocidade do ar na saída do aparelho ou das bocas da tubulação. O objetivo é conseguir uma temperatura agradável sem que os ocupantes sintam “vento”, o que causaria uma sensação desagradável de frio para os ocupantes alinhados àquela saída de ar.
  4. Concentração de CO2: O gás carbônico (CO2) é eliminado na respiração humana, além de ser gerado por alguns equipamentos. Baixa renovação de ar ou ambientes muito populosos ou com determinados tipos de equipamento aumentam a concentração de CO2. A alta concentração de gás carbônico no ambiente pode provocar sonolência, dor de cabeça e dificuldade de concentração.
  5. Aerodispersóides: Mede a quantidade de “poeira” no ambiente. As partículas de poeira podem carregar consigo fungos, bactérias, vírus e ácaros, que causam irritação nos olhos, coriza, gripe e agravam sintomas de asma, sinusite, bronquite e outros relacionados ao aparelho respiratório.
  6. Contagem de fungos: A presença de fungos em grande quantidade pode causar diversos males ao sistema respiratório, principalmente em pessoas mais sensíveis, também agravando os sintomas anteriormente mencionados. A presença de fungos está constantemente relacionada a muitas das reclamações apresentadas por usuários de ambiente condicionados. É medida a contagem total de fungos, assim como é feita a comparação com a contagem de fungos presentes no ambiente externo.

Analisados estes parâmetros é possível garantir a qualidade do ar respirado por funcionários, clientes e demais ocupantes do ambiente. Uma boa saúde representa maior produtividade, maior satisfação, menor absenteísmo e mais vendas e negócios. A vigilância sanitária municipal é responsável por fiscalizar as empresas de forma a garantir que as análises de ar estejam ocorrendo ao menos semestralmente. Empresas com uma boa gestão de SMS não deixam de cumprir rigorosamente este requisito.

A Baktron é uma empresa pioneira em análise de ar no Brasil e presta este serviço com excelência, com equipe técnica competente e qualificada e equipamentos calibrados RBC (Rede Brasileira de Calibração). Mais detalhes podem ser obtidos no site da Baktron  – www.baktron.com.br – na aba FAQ. Por lá também pode ser feito contato com a Baktron por email, chat ou telefone.

Fernando Cruz – diretor comercial da Baktron.

 

One thought on “A importância da análise de ar interior para a saúde e o conforto humano

  • Ana Raquel Hopp Estima

    Gostei muito da matéria! Pena que não temos a conscientização por parte da maioria das empresas e a fiscalização adequada pelos órgãos públicos para que a saúde humana fosse preservada nos locais onde trabalhamos, estudamos , nos locomovemos…..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares
×