fbpx
quinta-feira, abril 25, 2024
Notícias

Armazenamento inadequado de medicamentos pode comprometer os efeitos terapêuticos

lianaA interdição da fábrica de uma das maiores farmacêuticas do País por não cumprir as normas técnicas de temperatura ressaltou a importância do gerenciamento da temperatura ideal como processo fundamental. A qualificação térmica dos ambientes e embalagens é a garantia da qualidade dos insumos farmacêuticos e dos medicamentos que são entregues a população pois qualquer procedimento inadequado implica risco para a saúde, além de prejuízo para a indústria.

A farmacêutica e especialista em cadeia fria, Liana Montemor (foto), explica que quando as características de temperatura não são levadas em consideração durante o armazenamento dos medicamentos existe o risco de a alta temperatura inativar o princípio ativo fazendo com que os efeitos terapêuticos não sejam atingidos com qualidade. “Muitas vezes as alterações de qualidade dos medicamentos e insumos farmacêuticos são imperceptíveis visualmente e só um profissional habilitado pode garantir que não sejam alteradas a identidade, pureza, potência e qualidade do produto. Justamente por isso a Anvisa tem normas tão rígidas no que diz respeito às boas práticas de processamento e fabricação de produtos farmacêuticos”, explica.

Liana Montemor é farmacêutica, gerente do Valida Laboratório de Ensaios Térmico do Grupo Polar, e vice-presidente da Associação Internacional de Engenharia Farmacêutica (ISPE) Brasil.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Grupo Polar

Foto: Portal Boas Práticas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares
×