fbpx
sábado, junho 15, 2024
Notícias

Empresas brasileiras terão acesso a laboratórios americanos

Acordo assinado entre 15 entidades do Brasil e dos Estados Unidos possibilitará que indústrias e centros de pesquisas brasileiros voltados à inovação tenham acesso facilitado a infraestrutura e tecnologias desenvolvidas nos laboratórios nacionais vinculados ao Departamento de Energia americano. A cooperação foi firmada esta semana durante a 8ª edição dos Diálogos da MEI, a Mobilização Empresarial pela Inovação, em Campinas (SP).

O objetivo da empreitada é tornar viáveis projetos bilaterais de inovação que envolvam o setor produtivo e os centros de pesquisa para que, ao mesmo tempo, ampliem a vantagem competitiva e capacitem profissionais brasileiros. Um estudo prévio identificou seis áreas prioritárias para parcerias: energia e meio ambiente; química e materiais; transporte e gás; farmacêutica; tecnologia da informação e comunicação (TICs); e construção.

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) intermediará os projetos brasileiros com os parceiros americanos. “São as duas maiores economias das Américas e uma rede de laboratórios com capacidade para construirmos soluções em áreas importantes, como energia, química, petróleo gás”, comentou o diretor de Educação e Tecnologia da CNI, Rafael Lucchesi.

O Council of Competitiveness (COC) é a entidade americana responsável pela aproximação com a rede de laboratórios. Segundo o seu vice-presidente executivo, Chad Evans, o documento atual é um passo em direção a essa parceira. “Agora, o que temos é um plano de ação com todos esses parceiros”, afirmou. Evans destacou ainda que os sistemas de inovação têm tomado rumos diferentes, saindo unicamente dos laboratórios tradicionais e dando lugar à inovação aberta.

Fonte: Agência Gestão CT&I, com informações da CNI 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares
×