fbpx
quinta-feira, junho 20, 2024
AutomaçãoNotícias

Instrumentação industrial e controle de processos são cruciais na produção

Com plantas industriais cada vez maiores, a manutenção de bons índices de produção e rentabilidade dependem da instrumentação industrial. O Brasil possui ampla variedade industrial como automobilística, aeronáutica, farmacêutica, petroquímica, cimento, construção, têxtil, bebidas, alimentos, mineração e outras nas quais é muito utilizada a instrumentação.Podemos comparar esta análise a uma consulta médica, na qual o médico utiliza diversos equipamentos para avaliar se tudo está bem com o paciente, o mesmo acontece na instrumentação, o engenheiro usa variados instrumentos para avaliar e manter a alta performance da indústria. A eficiência dos processos sempre garante vantagens competitivas e bons resultados produtivos e econômicos. Nos últimos anos, o setor de controle de processos acompanhou a tecnologia e o resultado foi aparelhos de medição, transmissão e automação cada vez mais rápidos, precisos e duráveis.

A instrumentação industrial é composta por um grupo de dispositivos para medir, registrar e converter variáveis de um processo industrial. Em geral, são equipamentos que mensuram características físicas (fluxo, pressão, força, temperatura, vazão, velocidade, peso, umidade e ponto de orvalho) ou químicas (pH e condutividade). Após a medição, tais dados/características são avaliados e controlados de acordo com os padrões técnicos. Existem ainda produtos complementares de automação, dedicados a tornar os processos de medição e controle cada vez mais velozes e eficientes.Os dispositivos de medição e controle são empenhados em máquinas, tais como aquecedores, reatores, bombas, prensas, fornos, refrigeradores, condicionadores de ar, compressores e uma grande diversidade de equipamentos ou instalações. A instrumentação industrial gera resultados superiores quanto à utilização de recursos, máquinas, desempenho, rentabilidade, proteção ambiental e segurança, entre outros, em uma unidade de produção.

Os sistemas de controle de combustão , por exemplo, oferecem o controle coordenado de disparo, da demanda de combustível, ar e água para as caldeiras utilitárias e industriais, aprimorando a eficiência de combustão e simplificando a operação da caldeira/forno.A instrumentação também é aplicada para dar suporte aos operários no controle das funções do maquinário, oferecendo uma garantia a mais contra acidentes de trabalho. Até alguns anos atrás era necessário que o operador fosse a campo inspecionar de perto o funcionamento das máquinas e as possíveis variáveis em todo o processo, o colocando em risco.

Os avanços na tecnologia de dispositivos, oferece a opção de os profissionais montarem salas de controle, aonde recebe sinais eletrônicos através de transmissores. Assim é possível verificar o nível de medição de fluxos, pressão, temperatura, densidade e demais variáveis, sem riscos.

Fonte: Dino

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares
×