fbpx
terça-feira, junho 18, 2024
Notícias

Projeto: Tempo é Saúde – A Vida em primeiro Lugar, contrapartida para a construção da Biotec

Além do investimento destinado à inauguração de sua fábrica de medicamentos biológicos, a farmacêutica Libbs ainda empregou aproximadamente R$ 2,6 milhões na criação do projeto social Tempo é Saúde – A Vida em primeiro Lugar. O programa foi estruturado com base em uma pesquisa etnográfica feita em Embu das Artes, para avaliar a qualidade do serviço público de saúde na região. “Por sermos uma empresa da área de saúde instalada no município, nos comprometemos em levar melhorias nesse setor para os moradores”, diz a Diretora de Relações Institucionais da Libbs, Marcia Bueno. “Pensamos muito nas necessidades da população e resolvemos fazer um projeto inovador para otimizar a gestão de saúde”, completa a Secretária de Saúde de Embu das Artes, Sandra Magali Fihlie.

Por meio da parceria entre a Libbs, a Prefeitura de Embu das Artes, o Ministério da Saúde e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), foi possível promover mudanças efetivas e duradouras no serviço público de saúde do município. O primeiro pilar do projeto foi a implantação do e-SUS, software de gestão pública desenvolvido pelo Ministério da Saúde, a fim de informatizar o atendimento e promover a organização de dados. “Com esse sistema, conseguimos acessar todos os dados dos pacientes por meio da carteirinha do SUS. Isso trouxe muita agilidade para o dia a dia”, destaca Gerson Tavares, gerente da UBS do Jardim São Luíz. Também foi priorizada a revisão do serviço de primeiro atendimento, com o objetivo de unificar os processos e protocolos nas unidades de saúde. Já o terceiro pilar da campanha dedicou-se a promover o engajamento da população e dos servidores da área.

Seguindo o lema de criar um atendimento inclusivo, acolhedor e ágil, o programa alcançou resultados expressivos: mais de 500 servidores receberam capacitação, 16 UBS foram reformadas e dois novos postos de triagem foram criados em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), com capacidade de 600 atendimentos por dia. Ainda foram oferecidos coachings individuais para gestores, workshops de sensibilização em grupo e bolsas de estudos em informática básica para 200 servidores. “Essa organização nos transmite mais idoneidade e confiança. Tudo ficou muito mais rápido e fácil, o que é ótimo, pois a vida pede essa praticidade”, comenta a paciente Edna Sonia de Paula.

As mudanças beneficiaram diretamente cerca de 200 mil embuenses e pelo menos 500 profissionais da área. “A parceria entre a Prefeitura de Embu das Artes e a Farmacêutica Libbs facilitou a vida do povo. Programas como esse devem servir de exemplo para todo o Brasil”, enfatiza Tavares. Na segunda fase do projeto, ganharam destaque cursos de reciclagem, além de novas tecnologias para o atendimento em prontos-socorros.

Segundo a Diretora de Relações Institucionais da Libbs, a percepção positiva dos usuários do sistema de saúde sobre a qualidade dos atendimentos nas unidades aumentou em 66 pontos percentuais, em comparação a 2015 (pesquisa anterior). Além disso, os pacientes que procuraram as unidades mais recentemente avaliaram positivamente outros indicadores importantes para o sistema, como o tempo de espera e a organização das unidades. “Ou seja, as unidades estão mais organizadas e com mais dinamismo no atendimento. Isso mostra o impacto positivo das ações de nossa parceria com o Município”, finaliza Marcia.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares
×