fbpx
terça-feira, abril 23, 2024
Notícias

Takeda retoma plano de aquisições no Brasil

Maior farmacêutica japonesa, a Takeda vai novamente às compras no mercado brasileiro. O presidente do laboratório no país e na América Latina, Ricardo Marek, afirmou que a companhia está buscando oportunidades de compra de outras farmacêuticas. “O Brasil é um país vital para o crescimento da organização. Estamos ativos em fusões e aquisições”, disse.

Uma provável aquisição do laboratório tende a levar em conta as áreas terapêuticas estratégicas para a multinacional, em complementação a seu portfólio, e o mercado de OTC (medicamentos isentos de prescrição), que concentra um grande número de laboratórios nacionais.

Globalmente, a Takeda colocou no foco as áreas de gastroenterologia, oncologia, sistema nervoso central, cardiovascular e metabólica e vacinas, as duas últimas de maneira seletiva, conforme Marek. No país, 45% dos negócios da farmacêutica estão em OTC, outros 45% em medicamentos de prescrição e os 10% remanescentes são gerados por produtos inovadores em oncologia.

O executivo pondera que não é possível dizer se um negócio vai ser fechado ainda em 2016, uma vez que esses processos podem ser de longa maturação. “Esse é um ano de namoro. Estamos olhando, avaliando alguns ativos”, disse.

Com faturamento global equivalente a US$ 16,6 bilhões no ano fiscal encerrado em 31 de março, a Takeda registrou vendas de US$ 890 milhões na América Latina. Na região, o crescimento recorrente superou a taxa consolidada e ficou em 7,4%. A desvalorização do real, porém, fez a subsidiária brasileira perder alguns postos no ranking das maiores operações da farmacêutica. Em 2013, o país estava em as quatro mais relevantes. Hoje, está no grupo das oito.

Fonte: Valor Econômico

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares
×