fbpx
terça-feira, maio 21, 2024
DestaqueEsterilização

Autoclaves e a esterilização por calor úmido

As autoclaves  utilizadas para esterilização por calor úmido constituem-se basicamente de uma câmara em aço inox, com uma ou duas portas, possuem válvula de segurança, manômetros de pressão e um indicador de temperatura. Elas podem ser divididas em dois tipos:
1- Autoclave de pré-vácuo: o ar é removido pela formação de vácuo, antes da entrada do vapor, assim quando este é admitido, penetra instantaneamente nos pacotes.
2 – Autoclave gravitacional: o ar é removido por gravidade, assim quando o vapor é admitido na câmara, o ar no interior desta que é mais frio (mais denso), sai por uma válvula na superfície inferior da câmara. Pode ocorrer a permanência de ar residual neste processo, sendo a esterilização comprometida principalmente para materiais densos ou porosos.

As autoclaves podem ainda ser do tipo horizontal ou vertical. As do tipo horizontal são atualmente as mais utilizadas, pois possuem paredes duplas separadas por um espaço onde o vapor circula para manter o calor na câmara interna durante a esterilização, evitando a formação de condensado, apresenta maior eficácia no processo de esterilização. As do tipo vertical possuem um custo relativamente menor, por serem bem mais simples em sua construção não são tão eficientes, pois dificultam a circulação do vapor, a drenagem do ar e a penetração do vapor devido à distribuição dos pacotes a serem esterilizados, que ficam sobrepostos.

Calor úmido
A utilização de calor em ambiente úmido é um dos métodos mais eficazes de destruição de microrganismos. A morte das células microbianas por ação do calor úmido resulta da desnaturação das proteínas e da desestabilização da membrana citoplasmática. Ocorre quando as células são sujeitas a temperaturas superiores à temperatura máxima de crescimento dos microrganismos em causa.

A  autoclave torna-se uma câmara com vapor de água saturado à pressão de 1 atm acima da pressão atmosférica, a que corresponde, em locais ao nível do mar, a uma temperatura de ebulição da água de 121ºC.

No laboratório de microbiologia, é usual sujeitar o material a ser esterilizado a 121ºC durante 15 minutos, de modo a assegurar a morte de todas as formas de vida bacterianas, incluindo a dos endósporos bacterianos mais resistentes ao calor que as células vegetativas. Contudo, o tempo necessário para se esterilizar convenientemente os materiais a esta temperatura depende da natureza do material a esterilizar e/ou do seu volume.

O calor úmido sob pressão é utilizado na esterilização de meios de cultura que não contenham componentes termolábeis, na esterilização de materiais de laboratório utilizados nos estudos de Microbiologia.

É também usado na descontaminação de roupas e instrumentos médicos e cirúrgicos, assim como de diversos materiais, reutilizáveis ou descartáveis, contaminados com culturas de células viáveis, antes de serem lavados ou colocados no lixo.

O vapor pode ser obtido em vários estados físicos, sendo os mais comuns:

Vapor saturado: é a camada mais próxima da superfície líquida, encontra-se no limiar do estado líquido e gasoso, podendo apresentar-se seca ou úmida.

Vapor úmido: é normalmente formado quando o vapor carrega a água que fica nas tubulações.

Vapor super aquecido: vapor saturado submetido à temperaturas mais elevadas.

A produção do vapor utilizado na esterilização requer alguns cuidados como a água utilizada para a produção do vapor. Esta deve estar livre de contaminantes em concentração que possa interferir no processo de esterilização, danificar o aparelho ou os produtos a serem esterilizados.

 Redação Portal Boas Práticas.

Foto: Steri Services

16 thoughts on “Autoclaves e a esterilização por calor úmido

  • Jacqueline B Gomes

    É necessário mesmo embalar instrumental para por na autoclave? O calor nao penetra mais nele aberto? Tenho dúvidas.

  • Ana cristina

    Bom dia. Se o papel for para autoclave e a seta rosa sair rosa, isso é problema na autoclave ou e algo que eu esteja fazendo errado?

  • Anderson Rodrigues

    Jaqueline B. Gomes:

    Os materiais precisam ser embalados para que se mantenha sua esterilidade, caso contrário, assim que a autoclave for aberta o material entrará em contato com um ambiente não estéril e consequentemente, perderá sua esterilidade, por isso o mesmo deve ser embalado preferencialmente em papel grau cirúrgico.

    Ana Cristina:

    Se a seta rosa, que é na verdade um indicador químico de mudança de temperatura continuar rosa após autoclavação, significa que a temperatura para que se obtenha um material estéril não foi alcançada, indicando que ha algo errado com a autoclave. Verifique se a temperatura e tempo de esterilização estão de acordo com a calibração e qualificação realizada no equipamento.

    Atenciosamente,
    Anderson Rodrigues

  • Rita Inacia da Silva

    Gostaria de obter a relação de que tipo de artigos são autoclaváveis

  • COMO EU POSSO CERTIFICAR A EFICACIA DA ESTERILIZACAO PROMOVIDA PELA AUTOCLAVE?

  • 1.Por que há necessidade de em alguns momentos aplicar um e não o outro (esterilização seca e úmida sobre pressão) ?

  • ola, materiais hospitalares, como tecido, papel, crep podem ser reutilizadas?,podem ser utilizadas as embalagens já esterilizadas em uma nova esterilização?

  • Quais são as regras e normas de segurança aplicáveis às autoclaves? Esses equipamentos são ou não equiparadas às caldeiras/vasos de pressão, regulamentadas pela NR-13?

  • Posso utilizar um material que já foi estilizado mas está em processo de secagem , ou seja já foi aberta a autoclave é só está no processo de secagem é preciso do intrumento para utilização ?

  • Autoclave Vitale CRSISTÓFOLI…..ela é gravitacional ou a vacuo?

    Qual monitorização é necessário para garantir o processo de esterelização? o que seria mais aconselhavel..

    físico, biológico ou químico?

  • Lucinda Silva

    Qual a relação que existe entre tempo que leva a esterilização e a temperatura? pergunto isto porque para alguns casos são recomendados 121 graus a 15 min e para outros 121 a 30min e outros ainda 118 a 30 min. Existe algum problema se tivermos uma autoclave programada a 120 graus e 15 min e fazermos esterilização em autoclave para alo que foi recomendado esterilização em autoclave a 118 graus e 30min?

  • Epifânio de Carvalho

    qual o principio de funcionamento de uma autoclave

  • carla

    gostaria de saber se eu posso colocar toalhas para serem esterilizadas ??

  • Maria paula

    Olá boa tarde , qual o tempo e temperatura para esterilizar na autoclave?

  • Marcelo

    Ola, boa noite. Estou reformando uma autoclave de 300 lts tenho duvida: Qual bomba a pre-vacuo devo usar? Por quanto tempo? Qual pressao de pre-vacuo final que devo atingir antes de liberar o vapor dentro do vazo?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares
×