fbpx
quinta-feira, junho 20, 2024
Notícias

Equipamentos para produção de água purificada chegam à fábrica da Hemobrás

hemobras2Um novo lote de equipamentos chegou à fábrica da Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás), em Goiana-PE. Os sistemas comprados pela estatal, com a finalidade de produzir água purificada para a indústria farmacêutica, foram construídos na cidade de Aesch, na Suíça, e são compostos por dois itens. O primeiro é destinado à produção de água abrandada, que com baixo teor de íons, cálcio e magnésio irá preservar o maquinário e a tubulação com as quais entrar em contato. O outro fará a ultrapurificação do líquido, que servirá de matéria-prima para produção de água para injetáveis (utilizada nos medicamentos), além de servir a sistemas de limpeza de equipamentos e geração de vapor puro farmacêutico. Para a aquisição deste material, a Hemobrás investiu cerca de R$ 10 milhões.

Os sistemas chegaram ao Porto de Suape com quatro contêineres, totalizando 16 caixas e pesando quase 22 toneladas. “Esses equipamentos serão instalados no subsolo do Bloco B02 de nossa fábrica, prédio onde serão fabricados os hemoderivados, e fecham a estrutura de produção, armazenamento e distribuição da água do parque fabril, uma vez que os tanques e as tubulações, vindos da França, já foram entregues e devem ter instalação concluída até dezembro”, explicou o gerente de Incorporação Tecnológica e Processos, Antonio Edson Lucena.

A linha de produção de água purificada é composta de pré-tratamento (microfiltração e ultrafiltração) e dois módulos de purificação (abrandamento, osmose reversa e eletrodeionização), com capacidade de produção de 24 mil litros por hora. Já a linha secundária, para produção de água abrandada, é composta por resinas de troca iônica, que irão gerar até nove mil litros no mesmo período de tempo.

As especificações e normativas técnicas para aquisição dos sistemas foram repassadas pelo Laboratório Francês de Biotecnologia (LFB), dentro do contrato de transferência de tecnologia para a produção de hemoderivados, especificamente na fase IV, que trata das utilidades industriais e farmacêuticas.

Testes – No mês de outubro de 2013, três empregados da Hemobrás estiveram na Suíça onde acompanharam a realização de testes funcionais nos sistemas. Tecnicamente chamado de FAT (do inglês Factory Acceptance Test), a avaliação serviu para identificar se foram cumpridas todas as exigências relacionadas às Boas Práticas de Produção e Engenharia, além das normas de segurança, antes de o material seguir para o Brasil.

Fonte: Hemobrás

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares
×