fbpx
quinta-feira, fevereiro 29, 2024
Validação

Qualificação térmica de equipamentos e ambientes cria oportunidade de emprego para farmacêuticos

Apesar da crise econômica brasileira, dados de 2015 da consultoria IMS Health revelam que os fabricantes de medicamentos registraram um crescimento de 11,4% nas vendas diretas para as redes de farmácia. Com um extenso mercado, novos nichos de atuação para o profissional de farmácia têm surgido, como a qualificação de equipamentos e ambientes nas atividades de armazenagem, distribuição e transporte de medicamentos e insumos farmacêuticos para garantir que o produto mantenha todas as suas características, assegurando, assim, a qualidade e eficácia.

A farmacêutica Nathália Lima, Analista Técnica do laboratório de ensaios térmicos Valida, do Grupo Polar, maior fabricante do País no segmento de produtos refrigerantes para transporte de insumos que requerem tempo e temperatura controlados, explica que a principal função do profissional nessa atividade é garantir que os processos operacionais estejam dentro das normas de qualidade e das Boas Práticas de Fabricação previstas em legislação. Uma vez que uma das recomendações mais importantes quanto aos cuidados de armazenagem e manuseio dos produtos farmacêuticos é seguir as especificações do fabricante para sua conservação, pois estas são baseadas em estudos de estabilidade do produto e em suas alterações físicas, químicas e microbiológicas quando expostas a determinadas condições.

“A garantia de toda estabilidade de um produto depende de fatores ambientas, tais como temperatura, umidade e luz. Galpões e armazéns são ambientes de armazenamento de diversos produtos que possam ser armazenados em temperatura ambiente entre 15ºC e 30°C, porém estes mesmos produtos requerem cuidados em sua temperatura e umidade, pois é sabido que alguns locais dentro destes ambientes podem sofrer variações de temperatura atingindo temperaturas superiores a 40°C. Por isso, a atuação do profissional farmacêutico em uma qualificação de ambiente é de significativa importância, pois é este profissional juntamente com a equipe especializada neste tipo de serviço que irão aprovar se este ambiente atende os requisitos propostos avaliando a necessidade de mudanças nas instalações e controladores de temperatura, até mesmo isolamento de áreas de armazenagem”, esclarece Nathália.

A especialista explica ainda que os equipamentos que armazenam produtos com temperatura entre 2ºC e 8°C devem receber o mesmo cuidado e atenção para que cumpram e operem com as especificações de fabricação e todos os pontos deste equipamento sejam altamente confiáveis. “Qualificação é um assunto muito novo, tanto para a indústria quanto para os órgãos reguladores e, justamente por isso, o espaço de atuação é promissor. Já existem cursos intensivos e de pós-graduação com matérias específicas para a qualificação de transporte”.

Sobre o Grupo Polar

O Grupo Polar tem como objetivo oferecer aos clientes soluções completas em todos os elos da cadeia fria, por isso integrou verticalmente todas as atividades desenvolvidas pelas empresas Polar Técnica, Cibragel e Valida. Com experiência e competência técnica há mais de 15 anos, o Grupo foi pioneiro no segmento de fabricação de elementos refrigerantes e hoje atua também com a fabricação de embalagens térmicas e serviços de qualificação de equipamentos, veículos com baú refrigerado, embalagens e ambientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares
×