fbpx
segunda-feira, junho 24, 2024
ÁguaDestaque

Operação e manutenção de sistema de Osmose Reversa

Todo sistema de tratamento de água tem uma fundamental importância na fábrica, seja ela em qualquer mercado que atue e uma parada indesejada no sistema, impacta diretamente na capacidade produtiva da fábrica. Além disso em muitos casos a água final produzida é a maior matéria prima utilizada em seus produtos, mas infelizmente alguns gestores desses sistemas não tem essa ótica do processo produtivo e consideram o seu sistema apenas como um ponto a mais de geração de despesas na cadeia produtiva. Como o mercado esta cada vez mais competitivo as empresas em suas engenharias financeiras acabam cortando gastos e no sistema de água não deixa de ser diferente e aí deixam de trocar consumíveis essenciais na operação do sistema, deixam de repor estoques de peças críticas do sistema e deixam de fazer as manutenções preventivas rotineiras no sistema.

No final, quando o sistema para por algum problema o deixa de produzir água com a qualidade especificada pelo processo ocorrem muitos prejuízos financeiros, pois muitas peças devem ser substituídas de uma vez, parada não planejada da fábrica, peças não estocadas tem que ser compradas com urgência são sempre mais caras, pois dificultam o poder de negociação. Além do lado financeiro também, sobrecarregam todo o ciclo produtivo da fábrica, pois os compradores devem parar tudo para negociar urgente com fornecedores, manutenção e operadores em regime de hora extra, departamento de qualidade e gestores para traçar plano de ação na correção das falhas e avaliar impacto nos produtos e por final a produção que deverá trabalhar em regime extra ou turnos adicionais quando possível para repor estoque de produtos.

O operador é a peça mais importante do sistema e não existe nenhum projeto perfeito que funcionará sem que o operador seja devidamente treinado, qualificado e que saiba realmente operar o sistema. É muito comum nos dias de hoje a rotatividade de profissionais interno ou externamente das empresas, por isso é de fundamental importância a reciclagem anual dos treinamentos operacionais e de manutenção do sistema.

Outro ponto muito importante para o bom funcionamento de um sistema é que haja sempre uma interface muito bem planejada do projeto para os técnicos de manutenção e principalmente atenção especial aos operadores, reservando sempre no projeto a presença de um especialista no sistema para o que chamamos de operação assistida é nesse período de tempo após o treinamento que os operadores terão a maior quantidade de dúvidas, pois estarão assumindo a operação do sistema integralmente e por isso requerem atenção dedicada do especialista do sistema, para somar todas as dúvidas de alarmes, ajustes, preparação de soluções, parâmetros de monitoramento e etc.

Para que seja elaborada uma boa estratégia de manutenção preventiva no sistema é de fundamental importância a consulta e/ou contratação de um especialista em sistema de tratamento de água de cada área específica, pois dessa forma este profissional poderá orientar a real necessidade e frequência de substituição dos consumíveis e componentes do sistema; também irá orientar quais os parâmetros que deverão ser monitorado, seus limites e fará análise do histórico de dados coletados.

Como estamos tratando de água, esta poderá conter inúmeras composições de acordo com a fonte de obtenção e tipo de tratamento para potabilização. Mesmo que seja mantido os fatores citados a água sofrerá variações sazonais de sua composição de acordo com as estações do ano e como estas variações da natureza são incontroladas pelo homem e portanto o que nos resta é tentar descobrir o quanto estas composições físico químicas e microbiológicas sofrem de variação. Por isso, torna-se imprescindível fazer análises regulares do sistema e a frequência mínima recomendada é de pelo menos trimestral, pois dessa forma podemos cobrir a sazonalidade das 4 estações do ano e assim gerarmos histórico suficiente para criarmos um planejamento das limpezas químicas das membranas e sanitizações do sistema.

Uma das dúvidas muito frequente dos operadores, engenheiros e supervisores do sistema é “Quando devo limpar meu sistema de membranas?”. A limpeza deverá ser feita sempre que for necessária e não quando possível, pois uma falta de limpeza química e/ou a utilização dos produtos e procedimentos errados nas membranas poderá danificá-las irreversivelmente. Sendo assim recomendamos limpá-las preventivamente num período máximo de 3 meses, ou quando seus indicadores de aumento de perda de carga entre os estágios aumentar mais do que 15% da partida do sistema e/ou quando a vazão de permeado cair mais do que 10%, ambos os dados deverão ser corrigidos com a temperatura da água de alimentação.

Outra dúvida muito frequente é “Qual é o melhor procedimento para limpeza química do sistema de membranas?”.

Tanto o procedimento quanto o produto deverá ser escolhido por um especialista no sistema que após avaliação do histórico das análises de água de alimentação dos dados coletados do sistema irá elaborar o melhor procedimento e também escolher o melhor tipo de produto químico para realizar as limpezas.

Escolha sempre produtos já formulados, que normalmente são detergentes, os quais possuem em suas composições diversos aditivos que potencializam o poder da limpeza tais como: dispersantes, quelantes, complexantes, solubilizantes, humectantes, tensoativos e tampão, este último torna-se imprescindível para evitar que as membranas danifiquem-se uma das maiores vantagens dos produtos formulados é que podem ser realizadas limpezas mais demoradas e agressivas sem comprometer a integridade física das membranas.

Alexandre Vechi – diretor técnico da Purotek

Foto: Purotek

4 thoughts on “Operação e manutenção de sistema de Osmose Reversa

  • Realmente concordo plenamente principalmente no quesito que as empresas cortam gastos e depois tem custos elevadíssimos em paradas imprevistas.
    Artigo muito certeiro e preciso

  • Rogério Melo

    Parabéns !! Ótimo artigo, em que se identifica os inúmeros fatores que podem acarretar em uma parada repentina de um sistema que é de suma importância em uma indústria farmacêutica principalmente. Um sistema desse, exige manutenção preventiva,treinamento ,conhecimento técnico. investimento, spare parts e outra coisa muito importante que cita o autor, “comunicação”.

    Abraço !!

  • Max Darlianoi

    Olá…
    Gostaria de saber se vocês disponibilizam algum curso ou dica (vídeo ou artigo) sobre o processo de limpeza de membranas, pois tenho uma certa deficiência neste ponto.
    Aguardo retorno!

  • Gostaria de saber se vocês têm cursos de operações e manutenção de osmose reversa?,caso não tenha se tem contato de alguém que tenha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares
×